segunda-feira, 27 de maio de 2013

Entre Goles de Café e Pedaços de Papel...






 Sou daquelas que acredita no amor, que sente saudades e que chora, mesmo que chorar não sirva para muita coisa.
Gosto de bilhetes, de recados, de relógios, que estão parados. Gosto de ouvir, mas ser ouvido é para mim ainda mais delicioso. Gosto de amar sem pedir licença. Gosto de amores que entram, espalham as folhas, desarrumam gavetas, depois se leva tempo para se arrumar tudo, juntinho. Tomando um café, ouvindo um rockzinho.
Gosto de você. Assim. Tão simples e complicado que chega perder a graça encantada do romance. Mas é gosto dos abraços fortes, dos carinhos, de cheirinho, dos beijos calmos, onde bocas se encontram num exercício de poesia. Por seus encantos a sua simplicidade e tranqüilidade, gosto de ti e ponto.

Gosto de como você me olha de como me deixa sem ar, de como se aninha no meu colo de como me ama de como você me diz do seu amor.

Gosto de mudar os móveis de lugar de ligar pra ti quando me sinto sozinho mesmo sem nada pra dizer...
 Estou entre papéis, canetas coloridas, cigarros, músicas, chicletes e sentimentos, eis que surgem os excessos, que de qualquer forma precisam ser escoados...

 Estou com uma enorme vontade de dividir com todos vocês entre taças de vinhos tintos e alguns goles de cafés...

Nenhum comentário:

Postar um comentário